sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Modelo de 20 anos tem mãos e pés amputados após infecção

Segundo Secretaria de Saúde do ES, bactérias originaram problema.
Jovem foi premiada no Miss Bikini Internacional, na China.

Uma modelo de 20 anos está internada em estado grave com infecção generalizada no Hospital Dório Silva, em Serra (ES), desde o dia 3 Janeiro. Mariana Bridi, que já foi duas vezes finalista do Miss Mundo Brasil, respira com a ajuda de aparelhos e já teve as mãos e os pés amputados.

De acordo com nota divulgada pela Secretaria de Estado da Saúde do Espírito Santo (Sesa), a jovem teve um choque séptico, causado por bactérias Pseudomonas aeruginosa, tendo como provável foco uma infecção urinária. “A paciente teve o quadro agravado com insuficiência renal aguda, com compressão dos vasos sanguíneos periféricos e com necrose das mãos e pés, causados pelo quadro de septisemia (infecção generalizada).”

O problema de Mariana teria começado no dia 30 de Dezembro, conforme explicou o namorado da jovem, Thiago Simões, de 29 anos. “No primeiro hospital, foi diagnosticada uma cólica renal. Ela tomou remédios e melhorou, mas dois dias depois a dor voltou.”

Segundo Simões, quando Mariana foi levada ao hospital pela segunda vez, os médicos fizeram um exame de urina e detectaram a infecção urinária. “Desde então, o estado dela só se agravou. Ela teve falta de oxigenação nos membros, por isso perdeu os pés e ontem [terça-feira (20)] perdeu as duas mãos”, disse.
Por causa da cirurgia de amputação, a modelo continua sedada. O último momento consciente de Mariana foi há três dias, quando ela soube que teria de amputar também as mãos. “Agora, estamos aguardando sua recuperação. No momento, o que nos interessa é só a vida dela”, afirmou Simões.
Prêmio de melhor corpo

Além de participar de concursos de Miss, Mariana trabalhava como modelo e recentemente fez um catálogo de moda praia para uma marca no Espírito Santo. O diretor do Miss Mundo Brasil, Henrique Fontes, disse que a jovem foi duas vezes finalista do concurso. “Ela tem uma história de perseverança. Na primeira vez que participou do concurso, em 2006, a Mariana viajou mais de 20 horas de ônibus de Vitória para Curitiba, foi com as roupas mais simples, sem preparação e desbancou as favoritas para ficar em quarto lugar.”

A modelo viajou com a equipe de Fontes no ano passado para participar do Miss Bikini Internacional, na China. “Mariana enfrentou representantes de 50 países, ficou em sexto lugar e conquistou o prêmio de melhor corpo”, afirmou Fontes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário