domingo, 8 de março de 2009

Médico confessa ter clonado três bebês


O controvertido médico italiano Severino Antinori disse ter clonado três bebês, em entrevista publicada nesta quarta-feira pela revista “Oggi”. As crianças estariam vivendo no Leste Europeu.
- Isso envolve dois meninos e uma menina que estão com 9 anos. Eles nasceram saudáveis e estão em excelente estado de saúde - afirmou Antinori, que não apresentou provas.
O médico, que ganhou fama após conseguir com que uma mulher de 63 anos se tornasse mãe em 1994, declarou que as células de três homens, que são estéreis, permitiram que a clonagem fosse realizada.
Segundo Antinori, o processo é um aperfeiçoamento daquele que possibilitou o nascimento da ovelha clonada Dolly, em 1996.
Para evitar entrar em choque com a Igreja Católica, Antinori evita a palavra “clonagem”, prática proibida pela Santa Sé, e prefere usar os termos “terapia inovadora” e “recodificação genética”.
Dois anos atrás, o italiano provocou polêmica ao anunciar que fertilizaria artificialmente uma mulher cujo marido estava em coma irreversível por causa de um tumor no cérebro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário