sexta-feira, 31 de julho de 2009

Mulher tenta matar sobrinha de 3 anos com golpes de faca em Itabaiana

Uma criança de três anos foi atingida com golpes de faca pela própria tia, Leila Maria dos Santos, 38 anos, na última quarta-feira, no município de Itabaiana. A menina permanece internada no Centro de Terapia Intensiva (CTI) da Urgência Pediátrica do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), localizado na Maternidade Hildete Falcão Baptista, em Aracaju. Segundo informação da Assessoria de Comunicação do Hospital, a paciente está reagindo bem ao tratamento e não corre mais risco de morte.
A tentativa de assassinato aconteceu na casa da família de Mariana, por volta das 16h30, no bairro Campo Grande, em Itabaiana. A tia materna da menina foi presa em flagrante e assumiu a autoria do crime. Segundo o relações públicas do 3º Batalhão da Polícia Militar no município, o subtenente Luiz Carlos Santos, a menina foi atingida com dois golpes de faca peixeira, um no pescoço e outro no ombro.
De acordo com o delegado Paulo Cristiano Alves Ricarte, responsável pela investigação do caso, Leila estava sozinha com a criança na casa da mãe dela, sua irmã, quando, segundo ela, ouviu vozes que a mandavam matar a criança. Ela trancou a porta do quarto, aproximou-se da menina e a atacou. Um rapaz que passava pela rua ouviu os gritos da garota, acionou a polícia, arrombou a porta e prestou socorro.
Esta é a segunda vez que a Leila esfaqueia uma sobrinha. Em 2000, ela matou outra sobrinha, da mesma forma como tentou assassinar a garota de três anos esta semana. Considerada inimputável pela Justiça do ponto de vista penal, por conta de problemas mentais, foi aplicada a Leila uma medida de segurança. De acordo com o delegado Paulo Cristiano recentemente ela foi reavaliada e posta em liberdade. No entanto, atualmente ele vinha sendo acompanhada por um psiquiatra do Centro de Atendimento Psicossocial de Itabaiana.
Leila Maria, ao ser presa em flagrante, assumiu a autoria da tentativa de homicídio. Ela ficou detida na delegacia de Itabaiana e ontem pela manhã foi transferida para a delegacia de Areia Branca, para onde são encaminhadas as presas do interior. Nos próximos nove dias o delegado Paulo Cristiano estará concluindo o inquérito policial para que seja enviado à justiça.

Fonte: Jornal da Cidade/Aracaju


Nenhum comentário:

Postar um comentário