quinta-feira, 16 de julho de 2009

Polícia de Simão Dias chega à prisão de estelionatária

Na tarde da última quarta-feira, 15, policiais civis lotados na delegacia de Simão Dias tomaram conhecimento de que o idoso João Luiz da Fonseca, 72 anos, havia tentado contra a própria vida após ingerir grande quantidade de remédios. Depois de coletarem informações sobre as causas que motivaram o fato, os agentes constataram que ele teria vendido, em junho, uma casa pelo valor de R$ 12 mil, depositados na conta corrente. O seu cartão sumiu e o dinheiro depositado foi furtado.

Os policiais passaram a analisar os dados do extrato bancário fornecido pela vítima e identificaram 15 saques efetuados entre os dias 26 de junho e 13 de julho. As operações financeiras aconteceram em duas casas lotéricas, localizadas nos municípios de Lagarto e Simão Dias.

Na lotérica de Simão Dias nada pode ser constatado, pois o estabelecimento está com suas câmeras desligadas. Contudo, após o apoio fornecido por policiais civis da Divisão de Crimes contra o Patrimônio (Derpol), em Lagarto, foi adquirido na lotérica do município as imagens do momento do saque, quando a empregada doméstica Josefa Jesus de Oliveira, grávida de gêmeos, que trabalhava para a vítima, foi identificada como a autora dos saques.

Ela foi procurada e inicialmente negou tudo, porém com a exibição das imagens a mesma veio a confessar, dizendo ainda que já havia gasto todo o dinheiro em roupas, móveis e utensílios domésticos. Os policiais após percorrer todas as casas comerciais citadas pela autora conseguiram reaver R$ 7.393,00 com a devolução dos bens adquiridos, restando ainda R$ 4.607,00 a serem recuperados. A acusada foi presa e conduzida par a delegacia local, onde permanecerá à disposição da justiça e responderá pelo crime de estelionato.
Fonte: Jornal da Cidade/Aju

Nenhum comentário:

Postar um comentário