sábado, 3 de outubro de 2009

Prefeitos sergipanos discutem alternativas para enfrentar a crise

Os prefeitos sergipanos se reúnem na próxima segunda-feira (5) para discutir alternativas para a crise que os afetam. O debate está sendo convocado pelos dirigentes das Associações que representam os Municípios. Eles querem avaliar o impacto da crise econômica na gestão municipal. Somente neste mês, o primeiro repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), enviado no dia 10, foi menor 15,4% se comprado ao de 2008.Este valor chega a 24,6% a menos em relação ao mesmo período de agosto deste ano. A parcela depositada é menor do que a de seis anos atrás, segundo estudos da Confederação Nacional dos Municípios (CNM).De acordo com os presidente das associações, as Prefeituras continuam sofrendo os impactos da crise em razão da diminuição das receitas e outras situações que oprimem, cada vez mais, as administrações.

+ O governador de Sergipe, Marcelo Déda (PT) vai precisar se submeter a uma cirurgia para retirada de nódulos no pâncreas. O procedimento cirurgico acontecerá nesta sexta-feira (2), em São Paulo, em horário ainda não definido. De acordo com informações da equipe médica que o acompanha no Sírio Libânes, na capital paulista, não há motivo para preocupações maiores. Na ausência de Déda, o vice-governador Belivaldo Chagas (PSB) assume interinamente o comando do Estado.

+ O Ministério Público Eleitoral de Sergipe (MPE-SE) sugeriu ontem (01), através do procurador Paulo Guedes Fontes, a cassação do prefeito e do vice-prefeito de Riachão do Dantas, Laelson Meneses da Silva e José Almeida Fontes. Fonte: Kátia Santana, jornalista

fonte: CNNPV

Nenhum comentário:

Postar um comentário