segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Clima seco dificulta tarefa de fazer a barba


O calor deixa a pele masculina mais seca, o que conseqüentemente a deixa mais vulnerável a cortes. Veja dicas de como fugir desse transtorno

Apesar de ser irritante e cansativo, fazer a barba é uma tarefa enfrentada diariamente por muitos homens. A atividade requer muita paciência de quem faz, pois basta uma distração ou um deslize qualquer para que os cortes apareçam no rosto ocasionando um baita mal-estar. E com o clima mais quente a pele masculina fica ainda mais sujeita a estes machucados. Algumas precauções recomendadas, como umedecer o rosto antes de fazer a barba, todos já conhecem. Mas para ajudar os homens a ter um melhor resultado e deixar menos dolorida a hora de tirar os pêlos do rosto, recorremos à médica dermatologista Lenise Albuquerque, para nos trazer alguns esclarecimentos. O primeiro passo do ritual deve ser procurar um espelho. Alguns rapazes têm costume de fazer a barba durante o banho, embaixo do chuveiro, sem acompanhar os movimentos da lâmina, o que deixa a região barbeada mais sujeita aos cortes. O próximo passo é lavar o rosto, de preferência com água morna. A pele precisa estar limpa para auxiliar a abertura dos poros, facilitando assim a tarefa. Identifique o sentido dos pêlos do seu rosto e, com calma, passe o aparelho de barbear na mesma direção. “Se ele faz o contrário pode traumatizar a pele e, possivelmente, provocar o surgimento de alguma infecção”, fala a dermatologista. Durante o procedimento, é aconselhável sempre tirar o excesso de pêlos do aparelho. Terminada a sessão, lave o rosto, seque-o e evite passar perfume nesta parte do corpo por, no mínimo, uma hora. As indicações são simples, mas nem todo mundo pode segui-las. Existem muitos homens que sofrem de foliculite da barba, caracterizada pela curva que o pêlo faz ao invés de crescer (o famoso pêlo encravado), mais predominante entre as pessoas de pele mais escura.

Alternativas

De acordo com a doutora Lenise, o melhor tratamento é a depilação a laser, novidade tecnológica que diminui a dor, mas aumenta as despesas de quem o faz. Em Aracaju as clínicas de estética cobram de R$ 60 a R$ 300 pelo serviço. Para quem não está disposto a desembolsar quantia freqüentemente, a sugestão é lavar o rosto com loção calmante a base de camomila, por exemplo, antes de fazer a barba e procurar um dermatologista para que ele prescreva um corticóide. Para fugir do aparelho de barbear, outra alternativa é depilar o rosto com cera quente. Dói bastante, mas muita gente garante que o pêlo demora mais a crescer, o que não é uma regra, de acordo com a médica. “Cada caso é um caso e a pele reage diferente a cada tipo de situação”, esclarece.

Fonte: Infonet Verão

Nenhum comentário:

Postar um comentário