terça-feira, 14 de setembro de 2010

Concurso da Polícia Civil de Sergipe

A Polícia Civil de Sergipe está planejando lançar um novo concurso público para preencher 400 vagas de agente de polícia. No momento, o órgão aguarda a autorização da Secretaria de Segurança Pública do estado. A previsão é de que a seleção seja aberta até o início de 2011.

Para concorrer ao cargo de agente de polícia os interessados devem ter curso superior em qualquer área. O salário é de R$ 3,9 mil, mais benefícios.

O processo seletivo do concurso consistirá em prova objetiva, avaliação física, exame psicotécnico e investigação social. Os aprovados ainda passarão pelo curso de formação profissional, que terá duração de três meses. Durante este período, receberão remuneração de R$ 1.950,00.

Orientação

Visando a auxiliar os estudos dos futuros policiais, o superintendente da Polícia Civil de Sergipe, delegado João Batista Santos Júnior, orienta os interessados em participar do próximo concurso para 400 vagas de agente da polícia a iniciarem os estudos por Português, Noções de Direito e Noções de Informática. Para isso, pode-se tomar como base o conteúdo programático cobrado na última seleção da Polícia Civil do Rio Grande do Norte, que também ofertou vagas para o cargo.
O pedido de concurso deve ser liberado a partir de outubro, segundo a Assessoria de Imprensa da corporação. Para concorrer é preciso ter bacharelado ou licenciatura, em qualquer área.

De acordo com o superintendente da Polícia Civil, a realização do concurso é indispensável, devido à grande carência, principalmente no interior. Em princípio, a seleção não será para Aracaju, o que não é um problema, na opinião do superintendente, já que a cidade mais distante da capital fica a 200 quilômetros. A meta é abrir o concurso até o fim deste ano, para que a seleção ocorra em 2011, já que o processo é longo.

Como atrativos deste concurso, os candidatos encontrarão estabilidade empregatícia, garantida pelo regime estatutário, e vencimentos iniciais de R$3.900 - incluindo a periculosidade -, mais benefícios.

Os novos servidores atuarão em auxílio ao trabalho do delegado de polícia, em investigação e na confecção dos inquéritos policiais, além de cumprirem mandados de busca e apreensão e de prisão.

O superintendente anunciou, ainda, que a Polícia Civil tem a pretensão de realizar concurso, a médio prazo, para o cargo de delegado, pois em outubro expira a validade do atual. Para concorrer será preciso possuir nível superior em Direito. O salário inicial oferecido é de R$8 mil. "Serão poucas vagas, mas sempre há rotatividade, e ainda teremos aposentadorias, que acabam criando um vácuo", concluiu.

Sindicato

Para o vice-presidente do Sindicato dos Policiais Civis no estado (Sinpol-SE), Antonio Moraes, apesar da importância que a realização deste concurso traz à categoria no estado, as vagas deveriam ser revistas após uma análise da real carência. "Há falta de técnica para a previsão de vagas do concurso, o que pode resultar na queda da qualidade oferecida à população pelos policiais", disse.

O sindicalista disse ainda que o déficit de agentes no interior ocorre devido a uma má distribuição dos policias, além de existirem policiais cedidos a outros órgãos, como no Tribunal de Justiça, Tribunal de Contas e Tribunal Regional Eleitoral. "Esse pessoal que está cedido sem a lei permitir faz falta no interior. Por conta do mau gerenciamento da área de Recursos Humanos temos a capital lotada de policiais e o interior vazio", denunciou.

Fonte: Os Sertões Bahia

Nenhum comentário:

Postar um comentário