sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Curiosidades sobre sexo e outras...

  • Gandhi dormia nu ao lado de mulheres para pôr à prova a sua capacidade de abstinência.
  • A spice girl Victoria Adams confidenciou que seu namorado, o famoso jogador de futebol David Beckhman, gostava de vestir suas calcinhas. Pesquisa mostrou que 1 em cada 7 ingleses tem esse costume. A maioria, no entanto, disse que não teria coragem de usar calcinhas ao sair de casa. Motivo: medo de sofrer um acidente e terem seu segredo descoberto.
  • Quando ainda não estava na moda homens famosos posarem nus para revistas no Brasil, o cantor Nélson Gonçalves fez uma declaração surpreendente à revista Playboy em 1998: "Contam por aí que tenho o membro muito grande. E tenho mesmo. São 22 centímetros de comprimento. E é grosso: dá 19 centímetros de circunferência".
  • Em 2000 um cidadão inglês foi condenado por fazer sexo grupal com outros homens. De acordo com a lei vigente na época, homens só poderiam fazer sexo com outros homens contanto que a relação não envolvesse mais que dois parceiros. Foi nesta mesma lei que o escritor Oscar Wild foi enquadrado e preso em 1895.
  • Uma romena de 66 anos deu a luz a uma criança em 16 de janeiro de 2005 e, com isso, se tornou a mãe mais velha do mundo. A professora universitária Adriana Iliescu se submeteu a tratamentos de fertilidade por nove anos antes de engravidar.
  • A Sociedade de Cardiologia do Rio de Janeiro constatou que em uma relação sexual na qual se demore 7 minutos para se chegar ao orgasmo, gasta-se energia equivalente a uma caminhada de 700 metros feita em 10 minutos. Além disso, o coração de pessoas entre 20 e 35 anos atingem 130 batimentos por minuto no pico do prazer (em repouso, os batimentos giram em torno de 90 bpm).
  • A tribo indiana dos Xenxu acredita que as mulheres que tiverem contato sexual à noite e conceberem, terão filhos cegos.
  • Em 2001 o governo da Turquia distribuiu camisinhas musicais para incentivar a população à se proteger. A ação integrou uma campanha sobre a prevenção da AIDS no país.
  • O ex-presidente do Quênia, Daniel Moi, chegou a sugerir que a população ficasse 2 anos sem sexo. Segundo ele, essa medida iria diminuir drasticamente a progressão da AIDS, já que a doença é uma epidemia nacional e os quenianos não tem o costume de usar camisinha.
  • As prostitutas de Nápoles, no sul da Itália, tinham um truque para atrair clientes: passavam, atrás da orelha, um pouco da umidade da vagina.
  • Quando não queria receber Luís XV em sua cama, a mais conhecida de suas amantes - Madame Dubarry - se maquiava bastante. O rei não suportava dormir com mulheres pintadas.
  • A mais antiga representação do ato sexual que já foi encontrada está em pinturas da Idade da Pedra (aproximadamente 4 mil anos a.C). Trata-se de um homem deitado de costas e uma mulher por cima.
  • No arquipélago de Samoa, na Polinésia, as mães costumavam masturbar seus filhos para que eles ficassem com o pênis do tamanho ideal.
  • Santo Agostinho, conhecido por ter sido um defensor ferrenho da castidade, caiu na gandaia até os 34 anos. Depois disso abdicou dos prazeres da carne e se empenhou na missão de convencer o resto do mundo a fazer o mesmo.
  • Um crítico francês chamado Charles Augustin Saint-Beuve, que viveu no século XIX, batizou os livros pornográficos de "obras para se ler com uma mão só".
  • Quando a insaciável Catarina, A Grande morreu, em 1796, correu por toda a Rússia o boato de que o coração da louca soberana não teria suportado o esforço de tentar manter relações sexuais com um cavalo.
Fonte: Recebido po e-mail

Nenhum comentário:

Postar um comentário