domingo, 26 de dezembro de 2010

Missa de beatificação acontecerá em São Cristovão


No primeiro semestre do próximo ano a cidade de São Cristóvão será palco de uma grande festa religiosa: a missa de beatificação da Irmã Dulce, que passa a ser chamada de Bem-Aventurada Dulce dos Pobres. A cidade histórica foi escolhida para a celebração porque foi lá onde a freira começou seu caminho religioso recebendo os primeiros votos.
Para o pároco da cidade, o Padre Bernadino, São Cristóvão recebe esta notícia com muita alegria. “A passagem de Irmã Dulce se tornou um marco na nossa cidade e hoje inclusive, a devoção por ela já e muito grande”, destaca. No Convento do Carmo, inclusive, já existe um Memorial em homenagem à beata. Além disso, a gruta onde ela costumava rezar também já virou um espaço de fé e devoção.
A beatificação de Irmã Dulce já foi assinada pelo Papa e veio logo depois do reconhecimento de um milagre realizado pela freira em terras sergipanas. Para que ela seja canonizada e vire santa, é preciso que um segundo milagre seja reconhecido pela Igreja Católica. A advogada Ana Lúcia Aguiar foi uma das pessoas que trabalharam para o reconhecimento do primeiro milagre de Irmã Dulce, que ocorreu numa cidade do sertão sergipano há mais de 10 anos.
 “Por enquanto não podemos revelar quem foi a pessoa que recebeu a graça. Quando chegar o momento oportuno nós iremos revelar para a toda a sociedade. A única coisa que eu posso adiantar é que é uma família linda e de muita luz”, afirma Ana Lúcia. Todo o processo de beatificação corre em sigilo no Vaticano.
O milagre de Irmã Dulce foi realizado em 2000 nas dependências do então Hospital João Alves, em Aracaju. Após dar a luz, uma jovem do interior teve uma grave hemorragia e precisou ser transferida para a capital em estado grave. A família foi orientada por um padre a orar e pedir a intercessão de irmã Dulce, e então, mesmo desenganada pelos médicos, a hemorragia estancou e a mulher sobreviveu.
O milagre só foi reconhecido após várias visitas de pessoas do Vaticano a Sergipe, diversas entrevistas e a avaliação de uma junta médica. Com a beatificação de Irmã Dulce, os devotos poderão adorá-la no altar e uma imagem oficial da Bem-Aventurada Dulce dos Pobres deverá ser divulgada em breve.
“Agora estamos tentando provar mais um milagre da Irmã Dulce para que ela venha a ser considerada santa o que para mim já é! Acredito muito que esse segundo milagre também virá daqui de Sergipe”, destaca a advogada e devota Ana Lúcia.

Fonte: Jornal da Cidade

Nenhum comentário:

Postar um comentário