quinta-feira, 7 de abril de 2011

Lula fatura alto com palestras


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva irá nesta terça-feira, 5, a Washington, nos Estados Unidos para realizar uma palestra no fórum da gigante de tecnologia Microsoft. Essa será a sua segunda conferência após deixar a presidência. Com essas duas palestras ele já fatura quase o mesmo que em três anos no Palácio do Planalto.
Em Brasília, Lula recebia R$ 11,4 mil mensais. Agora, com a nova vida de palestrante ele ganha entre R$ 150 mil e R$ 200 mil por cada encontro para inspirar empreendedores e repetir comentários que distribuiu em oito anos de governo. Essa informação não é confirmada pela equipe de Lula.
Mas nos bastidores ex-assessores dele já admitiram que o ex-líder sindicalista não deixa o país para falar por menos de R$ 200 mil. Essa quantia também teria sido cobrada de outra empresa de tecnologia, a LG, que teve a primazia em ouvi-lo após a saída do Planalto. Levando em conta o salário que recebia no governo, sem contar 13º, ele levaria 35 meses para juntar R$ 399 mil.
Lula só deve falar na quarta-feira, 6, quando se converterá em uma das principais estrelas do evento, relatando sua experiência no governo brasileiro, talvez sem citar a defesa do software livre em outros tempos – chegou a pedir estudos para substituir o software Windows, carro-chefe da Microsoft, pelo gratuito Linux em computadores de todos os ministérios.
O plano acabou engavetado. Pelo visto, agora o que vale mesmo é esquecer essa ideia e elogiar a Microsoft. Afinal de contas, é essa a empresa que está pagando para ouvir as suas histórias publicadas em verso e prosa em revistas e jornais do país.

Fonte: cinform.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário