quarta-feira, 13 de julho de 2011

FOLHA destaca condenação de médica de SE por injúria racial no aeroporto de Aracaju. REVEJA O CASO.

A médica Ana Flávia Pinto Silva foi condenada a pagar R$ 10 mil de indenização a um funcionário da Gol ofendido em 2009 no aeroporto Santa Maria, em Aracaju (SE).
O episódio ocorreu no dia 26 de outubro, quando a médica invadiu o guichê da GOL e foi informada que não poderia mais embarcar em um voo para a Argentina, por ter chegado atrasada.
Nas imagens, Ana Flávia grita ofensas como "morto de fome", "nego" e "analfabeto" a Diego José Gonzaga.
Com a suspensão condicional do processo, para não ser julgada pelo crime de injúria racial, a médica terá que se apresentar à Justiça uma vez por mês durante dois anos.
No período, também ficará impedida de frequentar bares e similares depois das 22h e sair da cidade por mais de 30 dias sem autorização judicial.
O acordo foi proposto pelo promotor de Justiça João Rodrigues Neto e aceito pelo juiz José Anselmo de Oliveira.
Apesar da suspensão do processo criminal, um processo cível ainda será analisado pelo TJ.

Acompanhe AQUI as desculpas da médica. 

Fonte: Ne Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário